A tecnologia beacon cada vez mais próxima

totvs2Protótipo do Primeiro Beacon totalmente brasileiro é apresentado em fórum de IoT

O primeiro beacon desenvolvido 100% no Brasil está cada vez mais próximo de ser efetivado. Isso porque a Taggen, especializada em projetos e soluções IoT/RFID, e o CPqD, um dos maiores centros de pesquisas brasileiro focado em inovação com base em Tecnologia da Informação, estão unindo esforços, com o apoio da EMPBRAPII (Empresa Brasileira de Apoio à Inovação Industrail), na produção do projeto piloto, assim como aprofundando o conhecimento de mercado. A inovação foi apresentada no Fórum IoT Latin América que ocorreu no início do mês de setembro, em São Paulo, comprovando a carência da América Latina nesse tipo de tecnologia. O Diretor de Tecnologia da Taggen, Mário Prado, ressaltou que dados apresentados no próprio evento estimam que a Internet das Coisas já é considerada uma das mais promissora plataformas de tecnologia da atualidade e deve movimentar US$ 19 trilhões até a próxima década (segundo previsões da Cisco). “Desse montante, a América Latina poderá ser responsável por US$ 860 bilhões, sendo o Brasil responsável por 41% desse mercado. Por isso a feira, uma das primeiras focada no assunto, foi fundamental para a apresentação da tecnologia à sociedade”, analisou, destacando ainda que foram firmados diversos acordos de parcerias futuras com grandes empresas de representatividade em diversos segmentos.

Segundo o colaborador da Taggen que também esteve presente no evento, Marlon Costa, foi possível avaliar o potencial do produto e confirmar a necessidade do mercado perante à tecnologia. “A Feira mostrou que somos a única empresa na América Latina a produzir beacons, o que comprova a demanda mercadológica para este tipo de dispositivo”, explicou. Já o gerente de Desenvolvimento de Produtos do CPqD, Marcos Sanches, destacou a importância desse conhecimento de mercado na fase de finalização do produto. “Estamos em fase de testes, realizando a otimização do design de hardware e software embarcado e também adequando o produto para sua certificação junto à ANATEL. O próximo passo é iniciar o projeto piloto para ser validado com as empresas-parceiras, muitas contatadas na Feira”, analisou. Neste sentido, Prado explicou que a engenharia do produto está sendo implementada com muito cuidado e atenção, para que se possa trazer ao mercado um equipamento robusto e com performance e funcionalidades superiores aos já existentes.

A Taggen se posiciona no mercado como uma das principais empresas inovadoras, compondo grupos e comitês de discussão do assunto Internet das Coisas, revolução tecnológica que representa o futuro da computação e da comunicação e cujo desenvolvimento depende da inovação técnica dinâmica em campos como o desenvolvimento de sensores wireless. O CPqD, apresenta forte presença na área de IoT, com estudos e projetos utilizando o conceito para diversos segmentos como agroindústria, energia e óleo e gás.

 

Fonte : Segs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *