Brasil e Irã aprofundam cooperação em ciência e tecnologia

O acordo também explora pesquisa e desenvolvimento na área de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)

Uma agenda conjunta em nanotecnologia, biotecnologia e parques tecnológicos entre Brasil e Irã foi acertada com objetivo de impulsionar a cooperação bilateral entre os dois países.

“O Brasil é o 13º País em produção do conhecimento e o Irã ocupa a 17ª posição. Aproximadamente 44% do Produto Interno Bruto deles é relacionado à atividade industrial”, avalia o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Alvaro Prata. 

Segundo o secretário, as nações irão formar um grupo de trabalho e definir ações concretas para brasileiros e iranianos avançarem em pesquisas. 

A definição foi realizada nessa quinta-feira (17) entre o secretário do MCTIC e o assessor sênior de Assuntos Internacionais e Transferência de Tecnologia do Irã, Sohrab Assa.

Pesquisas

O memorando de entendimento prevê: cooperação e transferência de tecnologias em biotecnologia; pesquisa e desenvolvimento de novos fármacos e produtos voltados para o setor da agricultura; pesquisas conjuntas em nanotecnologias, com destaque para nanomedicina e pesquisas na área de ciências cognitivas.

O documento define também, como interesse mútuo, explorar possiblidades de pesquisa e desenvolvimento em Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), como hardwares, softwares, políticas cibernéticas, computação cognitiva e o desenvolvimento e a troca de conhecimentos em parques tecnológicos.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Mctic 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *